Dando uma pausa na longa história da aposentadoria, acho interessante comentar uma matéria do Financial Times sobre o imposto sobre valor agregado (IVA) na Europa. Esse imposto é muito semelhante ao nosso ICMS, no sentido de que quem “coleta” do consumidor é o comerciante, que depois repassa (ou não) para o governo.
Nesse caso, a matéria deixa claro o problema dessa forma de tributação: mais de 100 bilhões de euros podem estar sendo perdidos pela arrecadação do IVA devido a fraudes, sonegação e à não transferência dos valores arrecadados dos consumidores aos governos da União Européia.Essa é mais uma prova de que o casal imposto e sonegação andam juntos em qualquer lugar do mundo. Além disso, dizer que o IVA é a salvação da lavoura em termos de cobrança de impostos me parece ser até ingênuo, conhecendo a forma de arrecadação do ICMS que nós temos hoje.

Também no

Beto Veiga

Humberto Veiga é advogado nas áreas bancária, empresarial e planejamento sucessório. Doutor em economia pela Universidade de Brasília. ɉ também mestre em economia da regulação. Iniciou sua carreira no mercado financeiro em 1989. Foi gerente de produtos, de marketing e regional do segmento pessoa física. Trabalhou no Banco Central do Brasil com regulação de bancos na área de risco de mercado, derivativos de crédito, banco eletrônico, dentre outros. Realiza palestras e é autor de livros na área de educação financeira e de investimentos.
Perfil no Google+
Também no

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 6 =