Assine via RSS Feed Connecte-se comigo no LinkedIn

O que é CET, ou Custo Efetivo Total

Pois é, eu comecei esta postagem (só coloquei o título) na data em que a CET foi criada, mas acabei esquecendo na minha pasta de postagens pendentes.

O custo efetivo total é uma informação que, para aqueles familiarizados com finanças, poderia ser traduzido como a taxa interna de retorno. Mas o que raios é isso? A taxa interna de retorno é o seguinte: suponha que você irá investir recursos em um empreendimento e que este negócio irá apresentar um fluxo de renda (afinal, se não fosse gerar uma renda, por que diabos você investiria?). Pois bem, a taxa interna de retorno é um índice, como uma taxa de juros, que demonstra o quanto, em termos percentuais, você está ganhando em função do capital investido.

Olhando pelo outro lado, se, em vez de investindo, você está pedindo dinheiro emprestado, os reguladores decidiram chamar de Custo Efetivo Total em vez de taxa interna de retorno.

Por que foi necessário instituir esta medida? Porque, como forma de dificultar a comparação, as instituições financeiras começaram a divulgar uma taxa de juros e a embutir um monte de tarifas no valor financiado. Eu já havia chamado a atenção para esse fato em uma postagem feita aqui. Os financiamentos de veículos, dentre outros, agora ficarão mais claros e aquela conversa mole de juros de 0,49% ao mês vai ser desnudada.

Como águas passadas não movem moinhos, viva a medida do Conselho Monetário Nacional! Aliás, ela entrou em vigor na data de hoje.

Você, como consumidor diligente, passe a perguntar qual é a CET dos diferentes bancos para os seus empréstimos e escolha aquela que for menor.

A única ressalva que faço é para o fato de que a Resolução 3.517, de 6 de dezembro de 2007 só se aplica às instituições mencionadas no seu artigo primeiro (as instituições financeiras e as sociedades de arrendamento mercantil). Para mim, seria necessário editar um decreto presidencial para que todo o comércio passe a também divulgar a CET. Caso contrário, os bancos poderão fazer os empréstimos às lojas e estas com os clientes, driblando, assim, a intenção da norma.

Mantenha-se informado. Receba as postagens grátis!:Clique aqui e assine.

Tags: ,

Categoria(s): Consumo, Crédito, Custos financeiros, O que é, Regulação, Tarifas bancárias


Sobre o Autor: Humberto Veiga é advogado na área bancária e empresarial, doutor em economia pela Universidade de Brasília. ɉ também mestre em economia da regulação. Iniciou sua carreira no mercado financeiro em 1989. Foi gerente de produtos, de marketing e regional do segmento pessoa física. Trabalhou no Banco Central do Brasil com regulação de bancos na área de risco de mercado, derivativos de crédito, banco eletrônico, dentre outros. Realiza palestras e é autor de livros na área de educação financeira e de investimentos. Perfil no Google+

49 comentários

Trackback URL | RSS Feed dos comentários

  1. marco disse:

    Beto,
    trata-se de uma dúvida.

    Quando as tarifas são cobradas à parte e não estão embutidas na prestação, ainda assim fazem parte do cálculo da CET?

    Ex: Em uma operação de saque no cartão de crédito onde o banco me cobra, de forma separada na fatura do cartão, R$ 4,00 de tarifa. O cálculo da CET leva em consideração os R$ 4,00?

  2. Beto Veiga disse:

    Marco,
    A Cet deve levar em conta não apenas as tarifas embutidas nas prestações, mas todas aquelas requeridas pelo banco quando lhe concedeu o crédito.
    Nesse caso, em que você foi cobrado de R$ 4,00 para efetuar o saque, o valor deve ser computado, pois estamos tratando do Custo Efetivo Total. Você teve o custo para utilizar o dinheiro, portanto, faz parte do CET.
    Continue participando e colocando suas dúvidas.
    Abraço,
    Beto

  3. Saulo disse:

    Beto,

    na quitação antecipada de um CDC, qual valor deve ser usado para calcular o desconto? A taxa de juros contratada ou o CET?

    Muito legal o seu blog!
    Abraços!
    Saulo Souto

  4. Beto Veiga disse:

    Olá, Saulo,
    Muito obrigado pelo seu comentário.
    É uma questão interessantíssima. Existe a lógica, a lei e a regra.
    O que estão usando é a regulação e, para isso, o que vale é o spread da época acrescido da taxa selic de hoje.
    Abraço do Beto

  5. Saulo disse:

    Olá, Beto!

    Obrigado por responder a minha dúvida! Mas para mim ainda não ficou muito claro.
    Como fica no caso de um financiamento de veículo com grande diferença entre a taxa de juros e a CET?

    Exemplo: um financiamento de automóvel feito hoje, com taxa de 1,2% a.a. e CET de 1,6% a.a.
    A diferença nesse caso, seria devido à TCC (Tarifa de Confecção de Cadastro).

    Abraços!

  6. Beto Veiga disse:

    Olá, Saulo,
    Acredito que há um passo anterior à explicação de que você precisa.
    Dê uma lida nessa postagem e na regulamentação que dela consta. Se ficar alguma dúvida, volte a comentar.

    Lembre-se que a regra só autoriza descontar a parcela dos juros, ainda assim, conforme minha resposta anterior.

    http://www.betoveiga.com/log/index.php/2009/07/liquidacao-antecipada-de-emprestimos-e-a-queda-dos-juros/

    Abraço do Beto

  7. Saulo disse:

    Beto,

    isso significa que em um contrato com juros de 0% a.a., porém com CET de 5% a.a. e não havendo variação no spread, fica impossível conseguir descontos na antecipação das parcelas?

    Abraços!
    Saulo

  8. Beto Veiga disse:

    Olá, Saulo,
    Vamos lá:
    Você até conseguiu uma situação que não foi pensada pela norma, mas que eu acredito que em breve irão consertar. Numa situação de juro 0%, o “spread” seria negativo, porque se existe uma taxa Selic, e o spread é a diferença entre os juros e esta, o spread seria negativo.
    Passado algum tempo, o se a selic se mantiver idêntica, não haverá o que “retirar” das parcelas.

    Eu creio que a resposta mais prática para a sua pergunta é: não. O CET é apenas um dado para ser utilizado na comparação entre opções distintas de diferentes bancos.

    O entendimento do Banco Central é de que não há restituição de custos nem de tarifas e nem tributários (uma vez que o CET externa os efeitos de todos estes custos).

    Consegui? Se não, fique a vontade para perguntar.

    Abraço do Beto

  9. Beto Veiga disse:

    Saulo,
    Esqueci de um detalhe importante. Como você disse que está pensando em obter um CDC, lembre-se que se o fizer em seu banco não há taxa de cadastro. Por isso, faça uma cotação do CET por lá também. Certamente a taxa de juros não é zero, mas o CET pode ser menor e ainda lhe dará direito a desconto (porque o spread aparecerá) se você for liquidar antecipadamente.
    A propósito, você está diante de um “truque” muito interessante, que eu colocarei em uma postagem sobre o assunto.
    Abraço do Beto e dê uma olhada nessa postagem:

    http://www.betoveiga.com/log/index.php/2009/09/o-lado-bom-e-o-lado-ruim-da-tarifa-de-cadastro-proteja-se/

  10. Ricardo Souto disse:

    Queria que me explicasse o seguinte caso prático, em relação ao CET: fiz um empréstimo junto a uma instituição financeira, no contrato ofereceram como taxa 1,45 am, e um CET de 20,12 aa; contudo quando do uso da tabela PRICE me cobraram uma quantia, a qual foi alcançada utilizando-se uma taxa de 1,54…. Assim, pergunto. Se pegarmos o CET 20,12 e dividirmos por 12 (1 ano), chegaríamos ao valor aproximdado de 1,6…, então, a instituição financeira está com razão ao utilizar uma taxa de 1,54… pois está dentro do intervalo de 1,4 e 1,6. ou a instituição financeira está exorbitando dos valores na aplicação da taxa…

  11. Beto Veiga disse:

    Olá, Ricardo,

    Esqueça a taxa de juros e fixe no CET. Como você bem disse, o CET era de 20,12. Vamos compará-lo com a sua tabela price, que eu acho que foi calculada com base nas suas prestações.
    Trazendo o CET para um mês, calcula-se assim: 1 + 20,12/100 = 1,2012
    Eleva-se 1,2012 a (1/12), que pode ser feito no Excel com a seguinte fórmula: =1,2012^(1/12)
    O resultado é 1,015394, isto é, 1,54%
    Portanto, bate certinho com sua apuração. O banco cobrou conforme declarou. Moral da história: esqueça os juros e foque sempre no CET.
    Abraço do Beto

  12. Eduardo disse:

    Prezado Beto,

    Fiz um financiamento de veículo há pouco tempo e não tive as informações necessárias sobre a cobrança do CET, tendo em vista que a vendedora não sabia explicar certos questionamentos meus, alegando apenas ser cobranças da Financeira. Portanto, depois de verificar calmamente o contrato, verifiquei que tinha sido cobrado um tal de “Ressarcimento de Serviços de Terceiros”, no valor absurdo de R$ 1.685,16, mais Tarifa de Cadastro (R$ 350,00) e Promotora de Venda (R$ 181,00). Entrei em contato com a Financeira para explicar o que seria esse Ressacimento… e me foi passado como sendo o valor pago pela financeira à concessionária pela venda do veículo, ou seja, pelo que entendi, trata-se de uma comissão. Pergunto: É possível essas cobranças na CET?

  13. Beto Veiga disse:

    Olá, Eduardo,
    Sua pergunta é muito interessante porque traz vários elementos aos quais sempre me refiro aqui no blog. Fiz esta postagem exclusivamente para responder sua questão:
    Financiamento de veículos: atenção.
    Obrigado pela confiança.
    Abraço do Beto

  14. Alan Marcio disse:

    O que pode ser incluído no cálculo do CET? (Quais taxas são comuns)

  15. Beto Veiga disse:

    Olá, Alan,
    IOF, Seguro, tarifa de cadastro inicial (só esta pode entrar), retorno para o comerciante, comissão do vendedor do empréstimo, etc.
    Abraço do Beto

  16. Eduardo A. disse:

    Prezado Beto
    Um pequeno empréstimo foi tomado no valor de R$700,00, com uma taxa de juros de 4,9% e CET de 88,38%, resultando em 15 parcelas de R$67,47. Adotando-se uma CET em base mensal de (1+0,8838)^1/12 = 5,41916% não é possível obter o valor de parcela contratado. Além disso, o contrato relata uma cobrança de IOF de R$7,32 e um total financiado de R$707,32. Há algum erro no cálculo da instituição financeira?

  17. Beto Veiga disse:

    Caro Eduardo,
    Agradeço a confiança da sua pergunta, mas é um pouco difícil refazer as contas sem o contrato. Tentei chegar no número da instituição, mas não foi possível.
    Note que o valor da taxa de juros do CET é calculado com base no valor líquido do empréstimo, no caso, R$ 700,00. Se a prestação é de R$ 67,47, o CET é de 5,007% ao mês, equivalente a 79,72% ao ano, diferente do valor informado. Esses números me parecem mais coerentes do que o 88,38% calculado pelo banco, uma vez que você foi tributado em R$ 7,32 de IOF.
    Em suma, o que importa para o cálculo do CET é o quanto você colocou no bolso e quanto você vai pagar de prestações. Se seu boleto registra 67,47, o banco calculou o CET a maior, mas, efetivamente, você paga os 7,007% de custo ao mês, o que, por si, é uma taxa fenomenal par o banco.
    Evite cair nesse tipo de empréstimo no futuro.
    Abraço do Beto

  18. Micheli disse:

    Prezado Beto,

    Desculpa minha ignorância, mas não consegui entender pq 1,015394 é igual a 1,54%. Na verdade tenho um caso parecido o CET a.a corresponde a 24,25% e ao mês 1,8%, tentei calcular na fórmula q disponibilizou e cheguei no valor 1,018258. Isso é o mesmo que 1,8%?

  19. ADRIANA LARA disse:

    VISITEI PELA PRIMEIRA VEZ ESTE SITE E ESTOU ADORANDO TUDO O QUE LI. GOSTARIA EM PRINCÍPIO DE PARABENIZÁ-LO E AGRADECÊ-LO PELA ENORME PRESTAÇÃO DE SERVIÇO PÚBLICO QUE TEM FEITO À TODOS OS BRASILEIROS QUE NÃO TÊM TIDO O RESPALDO GOVERNAMENTAL, MUITO MENOS INSTITUCIONAL PARA COMPREENDER TODOS OS COMPROMISSOS QUE ASSUMEM QUANDO ASSINAM CONTRATOS BANCÁRIOS, NA GRANDE MAIORIA DOS CASOS, EM MOMENTOS DEIFÍCEIS DE SUAS VIDADS FINANCEIRAS. TENHO UMA ENORME DÚVIA, NO QUE TANGE AOS FINANCIAMENTOS DE VEÍCULOS E À COBRANÇAS DE JUROS, NA RAZÃO DE CALCULAR O VALOR DA PRESTAÇÃO MENSAL AVENÇADA. É POSSÍVEL DESCOBRIR QUAL O ÍNDICE DE JUROS UTILIZADOS POR UMA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA PARA CALCULAR O VALOR DE UMA PRESTAÇÃO MENSAL? OBRIGADA!

  20. Fabiano disse:

    Prezado Beto,

    Meu irmao contraiu o seguinte emprestimo:

    Valor total do credito = R$ 34,184.98
    (-) IOF / Serv. Terc / Tarifa de cadastro = R$ 1,933.81
    (=) Valor liquido do credito = R$ 32,251.87
    Valor das parcelas = R$ 1,541.60

    A taxa de juros oferecida foi de 2,60%, entretanto, no contrato constam as seguintes taxas:
    Taxa de juros mensal = 2,76%
    Taxa de juros anual = 38,64%
    CET = 46,27%

    Consegui calcular as taxas de juros anual e CET a partir da taxa mensal de 2,76% , porem, nao consigo chegar no valor mensal da parcela a partir destas taxas.

    Alegam que a taxa e’ de 2,60%, porem, que a mesma subiu para 2,76$ devido aos valres do IOF, Serv. de terceiros e tx de cadastro.

    Voce poderia tentar nos ajudar nesta questao.

    Muito obrigado e atenciosamente,

    Fabiano e Danilo

  21. carlos costa disse:

    Por favor, todos os comentarios já informam a cet calculada. Gostaria de saber como eu calculo a cet mensal e anual em uma operação:
    valor financiado 5000,00
    iof 31,81 financiado
    in 04/10/2010
    parcelas 04/11, 6/12 e 04/01/2011
    3 parcelas de 1747,10
    taxa 2,00%am
    prazo 92 dias

  22. Beto Veiga disse:

    Olá, Carlos,
    A fórmula de cálculo encontra-se no normativo disponível no site do Banco Central do Brasil, que você pode ter acesso pelo link da postagem.
    Uma forma simplificada para calcular é utilizar a função do Excel ou outra planilha eletrônica para o cálculo da TIR, isto é, da Taxa Interna de Retorno.
    O CET é a TIR do crédito.
    Abraço do Beto

  23. Americo disse:

    Prezado Beto,

    Tem uma calculadora de CET no site abaixo:

    http://www.neointerativa.com.br/_home/asp/Utilitarios.asp

    Abraços

  24. Beto Veiga disse:

    Olá, Americo,
    Faz muito tempo que perguntam. Obrigado pela dica.
    Abraço do Beto

  25. wladimir luiz disse:

    Olá beto …

    tenho uma duvida de empréstimo aqui…

    valor entregue : 6.000.00

    valor total de IOF : 173.99

    valor total financiado: 6.173.99

    quantia de parcelas : 24

    valor das parcelas : 386.41

    valor total da divida : 9.273.84

    taxa de juros remuneratorios: 3,60% ao mês e 53.77% ao ano

    custo efetivo total: 3.88% ao mês e (30) dias 58.915 ao ano ( 365) dias

    taxa de juros moratorios 1,00% ao mês ( 30) dias …

    gostaria de saber se esse valor de IOF é pago só na primeira parcela do empréstimo ou ele e acrescentado nas demais parcelas do empréstimo …

    ou se ele já está incluso nas parcelas citadas acima …

    abrigado pela atenção abraços …

  26. Beto Veiga disse:

    Olá, Wladimir,
    O valor do IOF entrou no seu financiamento. Veja que o valor recebido foi R$ 6000 e a dívida foi de R$ 6.173
    Você pagará juros pelo seu IOF.
    Abraço do Beto

  27. Daniel disse:

    Olá Beto, obrigado pela oportunidade.Sou advogado recem formado, e estou ingressando com ações pedido a devolução das tarifas tac, tec, serviços de terceiros entre outras.
    As financeiras contestaram as ações e alegaram que os valores estão discriminados no CET, e por isso são legais. Agora eu tenho que impugnar isso. Eu posso dizer que o CET é legal porém as cobranças ali mencionadas são ilegais? Estou com um pouco de dificuldade com isso. Se puder ajudar a entender um pouco eu lhe agradeço!!!

    Outra dúvida é com relação a cobrança do IOF. Eu percebi que os valores aumentaram nos últimos meses, não sei se é possível ou se estão tentando camuflar outras coisas. Já peguei contrato que cobrou R$ 890,00, e muitos cobram +- R$ 350,00.

    Um abraço!!!!!!!

  28. NATANAEL disse:

    BETO É VANTAGEM FAZER UM CONSOCIO DANDO 50% DE ENTRADA?

  29. NATANAEL disse:

    Ola humberto.me ajuda ai!quero comprae um eco esport no valor de 40.000 mil,tenho 20.000 par dar d entrada,financeio ou entro em um consorcio pelo banco.detalhe preciso hurgente do carro.

  30. Beto Veiga disse:

    Olá, Natanael,
    Junte mais dinheiro e compre à vista.
    Fuja de financiamentos ou consórcios.
    Abraço do Beto

  31. Evandro disse:

    Dai Beto, gostei muito de seu blog, bem explicado, muito em breve farei uma pergunta, c eu nao descobrir sozinho, abraço!!!!!

  32. Luis disse:

    Beto,

    Você poderia me informar como calcular a CET no excel (fómulas) para um empréstimo com parcelas variáveis?

    Bruto 2.200.000,00
    IOF 41.283,00
    TAC 200
    Prazo 60 meses, sendo pagamento de juros durante a carência e 48 amortizações de principal mais juros.
    Líquido 2.158.517

    Obrigado.

  33. Beto Veiga disse:

    Olá, Luis,
    Você prescias utilizar o cálculo da Taxa Interna de Retorno (TIR), mas o seu caso é bem mais simples que isso. Pode utilizar até mesmo a função financiera do excel ou uma calculadora financeira. Para que eu pudesse calcular precisaria do valor das prestações, mas vai a dica:
    Coloque o valor de 2.158.517 no PV (ou VP)
    Coloque o número de parcelas em “n”
    Zero em “FV” (ou VF)
    O valor da parcela com sinal negativo em PMT (ou PGTO)
    e tecle “i”
    Se estiver no excel use a função Taxa, com a orientação acima.
    Você estará desconsiderando os dias úteis, mas será uma aproximação muito justa.
    Se quiser fazer um cálculo preciso, use a função TIR
    Abraço do Beto

  34. Rodrigo disse:

    Beto Veiga, em primeiro lugar gostaria de parabeniza-lo pelo trabalho que faz com seu blog. Estou com uma dúvida pois já fiz vários cálculos e fórmulas mas não consigo fazer com que os mesmos “batam” com os valores do banco, fiz um empréstimo no valor de 1200,00 com CET a 4,27% a.m. e 66,34% a.a. parcela de 5x 272,94 e IOF 13,16. O problema é que estou com MUITO medo de virem parcelas com valores superiores a 272,94, eu li que o IOF é cobrado na primeira parcela ok, mas o receio é que a medida que passe as parcelas o valor suba e suba, por favor, me ajude. Grato.

  35. Beto Veiga disse:

    Olá, Rodrigo,
    Realmente o CET não está correto. Com o CET mensal informado, o valor a pagar seria de R$ 271,60. O CET correto deve ser 4,45%. Resumindo, o banco informou uma coisa, e cobrou outra. Posso estar errando nos cálculos se as parcelas não forem sucessivas, ou se houver um prazo muito longo para o pagamento da primeira, por exemplo.
    O IOF está embutido nas prestações. Você “tomou o dinheiro do IOF emprestado”.
    As prestações não vão subir se isso estiver escrito no contrato.
    Abraço do Beto

  36. ROodrigo disse:

    obrigado, vou esperar a primeira fatura que vence em março pra ver no que vai dar.

  37. Beto Veiga disse:

    Olá, Rodrigo,
    Boa sorte!
    Abraço do Beto

  38. Marco disse:

    Prezado Beto,

    estou estudando um financiamento imobiliario e tenho usado muito seu blog!

    Fiz algumas simulacoes online (p.ex. no BB
    https://www42.bb.com.br/portalbb/creditoImobiliario/Proposta,2,2250,2250.bbx)

    Consigo gerar todas as prestacoes e verificar todos os custos. Exportando (Ctrl-C, Ctrl-V) essas tabelas do BB para o Excel usando a funcao TIR para calcular a CET, os valores nunca batem com o mostrado pelo Banco. O erro é pequeno, algo em torno de 0,5% mas mesmo assim acho consideravel. Quem esta errando? O Excel ou o Banco?

    Grato

    Marco

  39. Marco disse:

    Ah! Mais uma duvidazinha. A TR (usada para corigir saldo devedor) tbem deve entrar no calculo do CET, certo?

  40. Roseni disse:

    Boa noite,

    Estou aqui sem entender nada sobre um emprestimo que fiz, já olhei varios sites e os valores não batem, gostaria muito de sua ajuda. Os valores são: Valor mutuo: 4.463,45 Prest: 153,81 Encargos:2.919,43 Motante:7.382,88 Prazo: 48x Seguro: 64,51 Deduções: 8,00 IOF: 78,55 Valor liq:4.390,94 tx a.m 2,00% CET: 33,58% Esses valores procedem, pois os meus calculos não batem com eles, Obrigada!

  41. Beto Veiga disse:

    Olá, Roseni,
    Para mim também não está batendo. O valor da sua prestação deveria ser algo em torno de 143 – 145.
    Não sei o que posso fazer mais para ajudá-la.
    Abraço do Beto

  42. Diego disse:

    Como se puede calular el CET a partir de la TIR?. Tengo que calcular el valor del CET anual y CET mensual. Gracias.

  43. Diego disse:

    Buneas tarde,
    Me podrias explicar como calcular el CET anual y mensual, unsando la funcion TIR de excel?. Estuve intentando usar l

    os valores de los ejemplos que aparecen aqui y no me han cerrado. Por ejemplo, colocando estos valores en la planilla:
    0 -1,186.84 tir 2.58%
    1 272.94
    2 272.94
    3 272.94
    4 272.94
    5 272.94
    me da una TIR de 2.58%.

    Gracias,

    Diego

  44. Beto Veiga disse:

    Olá, Diego,
    Este seria o valor do CET.
    Abraço do Beto

  45. José A. de Souza Jr. disse:

    O tal de CET não passa da reles taxa interna de retorno, usada não para ser mais “transparente”, mas para encarecer desmesuradamente os empréstimos.
    Suponho que ao invés desse sofisma ordinário que nos foi impingido goela abaixo, deveríamos ter a opção de pagar de uma vez e por fora do financiamento, todas as custas (mesmo sem entrar no mérito das mesmas) que contribuem para o inchaço dos juros reais. E não ter que pagar juros embutidos até para impostos. Mas se propuser isso ao gerente do banco, ele provavelmente chamará a Segurança.

  46. José A. de Souza Jr. disse:

    Prezado Humberto:

    Permita–me ser uma voz dissonante dessa unaninimidade toda em favor da CET.

    O cálculo em si é simples: trata–se de calcular a taxa interna de retorno. O problema é a agregação de impostos e taxas disso e daquilo ao capital a ser emprestado e a cobrança de juros sobre tudo isso. Desta agregação vão surgir o valor das prestações, inflando o custo do financiamento.

    A meu juízo, impostos, taxas e custas disso e daquilo deveriam ser cobrados à parte e sobre o financiamento deveria incidir apenas a taxa de juros anunciada. É por esta razão que os juros nunca baixam no Brasil. A voracidade do sistema bancário possui como aliados uma população incapaz de defender seus próprios interesses e um banco central que chancela os interesses predatórios do sistema bancário e ainda faz pose de bom moço.

  47. Beto Veiga disse:

    Olá, José,
    Você não é uma voz dissonante. Está apenas vendo o problema por outro lado. Se você ler de novo a postagem, verá que é melhor que exista o CET do que não exista, mas concordo com suas observações sobre a forma como deveriam ser cobrados estes encargos, visto que é assim que são feitas as cobranças. O CET é uma informação adicional. Um cálculo que as pessoas, em geral, não são capazes de fazer.
    Abraço do Beto

  48. Victor disse:

    Olá Beto!

    Estou simulando um empréstimo com as seguintes características:

    Valor do Emprestimo: 12.000
    Taxa de Juros: 2,49%
    CET: 3,08%
    IOF 206,77
    Valor da Parcela: 686.96

    Fiz diversos cálculos pesquisando como funciona a CET, mesmo com o IOF embutido na parcela, porém não conseguir chegar no valor de 686,96 informado pelo Banco.

    Pode ajudar a fechar essa conta?

    Obrigado!

  49. Victor disse:

    Olá Beto!

    Estou simulando um empréstimo com as seguintes características:

    Valor do Emprestimo: 12.000
    Taxa de Juros: 2,49%
    CET: 3,08%
    IOF 206,77
    Valor da Parcela: 686.96
    24 parcelas (havia esquecido no post anterior)

    Fiz diversos cálculos pesquisando como funciona a CET, mesmo com o IOF embutido na parcela, porém não conseguir chegar no valor de 686,96 informado pelo Banco.

    Pode ajudar a fechar essa conta?

    Obrigado!

Deixe um comentário




Se você quiser uma imagem no seu comentário, cadastre-se no Gravatar.