2 Comentários

  1. É incrível como regras tão simples podem fazer a diferença. Eu particularmente não concordo com a regra dos 6 meses, na verdade prefiro pensar em termos de quanto tempo eu vou precisar para arrumar outro emprego. Uma regra de ouro que aprendi estudando por ai é utilizar a taxa de desemprego da sua cidade. por exemplo, se hoje temos 8% de taxa de desemprego, guarde 8 meses de salario.

  2. Author

    Olá, Luciano,
    Muito obrigado por seu comentário.
    Ele faz todo o sentido, mas não chega a ser uma discordância, e sim, um aperfeiçoamento da regra. Para fazer essa regra ficar aplicável, precisava de um número a ser perseguido. Nas recomendações dos livros e sites de finanças pessoais há variações entre 3 e 18 meses! Acredito que se conseguir chegar a 6 já é um grande avanço.
    Abraço do Beto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 2 =