Assine via RSS Feed Connecte-se comigo no LinkedIn

Moeda como unidade de conta

Imagine-se parando em frente de uma gôndola de supermercado para comprar arroz. Qual não seria a sua surpresa se, para cada marca disponível, as embalagens fossem de tamanhos diferentes, sendo que uma apresentasse um quilo, outra uma libra, outra um litro e a última duas xícaras. Como você faria para comparar o que mais se adequaria à sua necessidade? Como comparar o que é melhor adquirir?

Assim como a unidade de medida (quilo, por exemplo), adotada de maneira comum, permite que as transações se processem de forma mais simplificada na sociedade, a moeda permite que se realize uma “unificação na linguagem” e, por fim, o estabelecimento do preço, que é a representação da quantidade de moeda necessária para a aquisição daquele bem ou serviço.

Com isso, é possível saber quantas laranjas são necessárias para comprar um carro, simplesmente dividindo o preço do carro pelo preço de uma laranja.

Mantenha-se informado. Receba as postagens grátis!:Clique aqui e assine.

Tags: , ,

Categoria(s): O que é


Sobre o Autor: Humberto Veiga é advogado na área bancária e empresarial, doutor em economia pela Universidade de Brasília. ɉ também mestre em economia da regulação. Iniciou sua carreira no mercado financeiro em 1989. Foi gerente de produtos, de marketing e regional do segmento pessoa física. Trabalhou no Banco Central do Brasil com regulação de bancos na área de risco de mercado, derivativos de crédito, banco eletrônico, dentre outros. Realiza palestras e é autor de livros na área de educação financeira e de investimentos. Perfil no Google+

3 comentários

Trackback URL | RSS Feed dos comentários

  1. Ludimila disse:

    Texto conciso. Fico grata.

  2. Beto Veiga disse:

    Olá, Ludimila,
    Eu quem agradeço o comentário.
    Abraço do Beto

  3. Bárbara disse:

    Meu deus

Deixe um comentário




Se você quiser uma imagem no seu comentário, cadastre-se no Gravatar.