Iria falar sobre PGBL e VGBL, mas acabei mudando de assunto com a mudança no cálculo da TR promovida pelo Conselho Monetário Nacional em “reunião extraordinária”.Bom, como já vinha ocorrendo há muito tempo, sempre que a poupança começava a “ameaçar” a indústria de fundos e suas pomposas taxas de administração (tem fundo aí cobrando mais de 4% de T.A. em um fundo cujo ativo rende, no máximo, uns 12%, o que significa uma participação do banco no seu “tutu” de 30% do rendimento bruto!), o CMN “atua” no sentido de “corrigir as distorções”. Como bem destaca O Globo On Line (http://oglobo.globo.com/economia/mat/2007/03/06/294811489.asp), “na prática, a medidaLeia mais

O Banco Central está com uma regra em audiência pública para que as instituições financeiras implementem ouvidorias para atenderem às reclamações dos clientes.Eu, sinceramente, acredito que a vocação do BC não é essa. Em que pese a extrema competência dos funcionários de carreira daquela instituição, a diretoria, nomeada é, na maioria das vezes, desvinculada ao órgão e não tem muito motivo para defender o consumidor. Afinal, se não eram banqueiros (chamo de “banqueiros” não apenas os donos dos bancos, mas os diretores dessas instituições que detêm participação acionária e que se encontram como responsáveis pelo banco junto ao BC) antes de ingressarem na diretoria daquelaLeia mais

Aproveitando o embalo. Para quem está louco de vontade para entrar na bolsa, cuidado! As ações podem até estar baratas para alguns, mas certamente, estão caras para outros. Os ganhos obtidos por colegas que “entraram na onda” positiva dos últimos meses podem não se repetir. Isso não quer dizer que você não deva entrar com um pouquinho agora se o seu objetivo é ficar por lá mesmo que o índice despenque para os vinte mil pontos. Se você pensar assim, seu investimento estará correto e não terá nada a ver com a sorte. Caso contrário, você estará agindo como um apostador, ainda que este nãoLeia mais

Antes de dar essa dica, quero deixar claro que ela se aplica a pessoas que sejam disciplinadas e que não estejam procurando o investimento de longo prazo do mercado acionário.Se esse for o seu caso, isto é, se sua idéia era manter os recursos aplicados por aproximadamente um ano, aí vai ela: Procure pagar mensalidades antecipadamente com desconto. Isso mesmo. Colégio, faculdade, academia de ginástica e tudo aquilo que você imagina que irá utilizar por todo o ano que vem, negocie um desconto e pague agora se esse desconto for superior a 8% (sempre peça 15 para ganhar uma contra-proposta de 8 e fechar nosLeia mais

Vou filosofar um pouquinho nessa postagem. Bem pouquinho mesmo, certo? Eu fico impressionado com a relação que as pessoas mantêm com este segmento da economia. Imagino (sem nenhum dado estatístico para fundamentar essa suposição) que a maioria das pessoas que reclamam dos bancos e financeiras o fazem após se verem incapacitadas de sair da bola de neve representada pelos empréstimos que fez. Presumo, também, que não são pessoas de baixa escolaridade que demonstram indignação, mas alguém que tem total consciência das conseqüências advindas da assinatura do contrato de empréstimo.Sei que vou ser criticado fortemente por isso, mas vejo a questão dos empréstimos para o consumoLeia mais