Assine via RSS Feed

Como investir uma renda extra para a aposentadoria

A Sara faz a seguinte pergunta:

Beto,

Sou servidora pública e recebo uma função comissionada (FC), que pretendo investir regularmente todos os meses até minha aposentadoria (se o governo deixar.. daqui há 10 anos), para substituir o valor após a aposentadoria, já que a FC não mais integra os proventos. Valor da FC 3.500,00/mês. Qual investimento mais adequado? Devo aplicar todo o valor mensal num mesmo investimento ou diversificar. Tenho 40.000,00 investido em CDB do BB (97,5% DI)e mais 5.000,00 que estou pensando em aplicar no TD, ainda não sei em que papel.

Olá, Sara,
Sua pergunta é bem específica, por conta disso, vou dar uma resposta focando os pontos mais gerais, para que possa ser útil a um maior número de leitores e, além disso, para que não se configure indicação de investimento.

Você tem um bom prazo de aplicação e, se tudo correr bem, as taxas de juros vigentes no Brasil nesse período estarão mais baixas que a média passada.

Dito isso, vamos à resposta da sua segunda pergunta: “devo diversificar?” Minha resposta é: sim, você deve. O montante que você está economizando é alto o suficiente para dividi-lo (se não todo mês, mas alternar o investimento mensal em algumas opções).

A vantagem dessa divisão é assegurar que as variações negativas de uma única alternativa não afetem o seu patrimônio.

Dessa forma, você pode, com base no seu perfil de risco, estabelecer percentuais destinados a cada modalidade de investimento.

No caso das suas aplicações atuais (não coloquei no texto acima, mas você já possui uma parcela considerável em imóveis), a aplicação financeira está concentrada em DI. A Selic é muito similar ao DI, motivo pelo qual, quando você considerar as opções de investimento que comporão sua carteira, lembre-se que essas duas devem ser consideradas dentro do mesmo segmento.

Segmento 1 – DI/Selic
Segmento 2 – Pré fixada com inflação
Segmento 3 – Pré fixada pura
Segmento 4 – Ações
Segmento 5 – Imóveis
No que se refere a risco, você pode entender que as aplicações financeiras, listadas de 1 a 4 apresentam risco nessa ordem: 1 menos arriscado e 4 mais arriscado.

Se o prazo é para dez anos, vale você pensar em manter um percentual maior nos itens 1 a 3, embora não deveria ficar longe do item 4.

Aconselho que você sempre tenha em mente a idéia do balanceamento, isto é, ajustar os investimentos para de modo a manter o percentual inicial do que optou, redirecionando os recursos a mais para aqueles que tivessem mais distantes do percentual previamente estabelecido. Isso irá garantir a compra na baixa e venda na alta.

Além disso, você pode também revisar o percentual estabelecido a cada cinco anos para poder dar mais estabilidade ao seu patrimônio, isto é, não expor suas reservas a grandes variações.

Sobre os títulos do Tesouro, dê uma olhada na seção Tesouro Direto, à direita, para uma visão mais ampla sobre o assunto.

Abraço do Beto

Mantenha-se informado. Receba as postagens grátis!:Clique aqui e assine.

Tags: , , , , ,

Categoria(s): Aposentadoria, como investir


Sobre o Autor: Humberto Veiga é doutor em economia pela Universidade de Brasília. ɉ também mestre em economia da regulação. Iniciou sua carreira no mercado financeiro em 1989. Foi gerente de produtos, de marketing e regional do segmento pessoa física. Trabalhou no Banco Central do Brasil com regulação de bancos na área de risco de mercado, derivativos de crédito, banco eletrônico, dentre outros. Realiza palestras e é autor de livros na área de educação financeira e de investimentos. Perfil no Google+"

4 comentários

Trackback URL | RSS Feed dos comentários

  1. Daniel Castro disse:

    Olá inclui o seu site na minha relação de links: http://www.horusstrategy.com.br/links/

    Abs.,
    Daniel

  2. Anderson Rsoa Figueiredo disse:

    Bom dia Beto. Tenho acompanhado seu site ultimamente e gostaria que me esclarecesse uma dúvida, visto que é muito entendido no assunto, é possível investir em CDI e Tesouro direto mensalmente visando aposentadoria como altenativa à Previdência Privada, como exemplo R$ 500,00 mensais por 35 anos, obrigado e grande abraço.

  3. Beto Veiga disse:

    Olá, Anderson,
    Eu acredito que sim, mas não acho uma boa utilizar o CDI para longo prazo, porque se as taxas caírem você pode não aproveitar os bons rendimentos que estão sendo pagos nesse momento.
    Para aplicações de mais longo prazo, acho que as NTN-B to tipo principal e uma aplicação com um pouco de ações, também seria aconselhável.
    O fundo PIBB pode ser adquirido em instituições como a Caixa, que cobra uma taxa de administração de 1,5% ao ano, o que não é muito caro para fundos de ações no Brasil.
    Se você for ligado a algum tipo de trabalho que envolva o CREA, há uma previdência muito legal na Mútua, com taxa de administração de 0,5% ao ano. O problema é o carregamento, que é bem alto (3%).
    No seu caso eu iria de TD + PIBB.
    Abraço do Beto

  4. Grazielle disse:

    Boa tarde.
    Tenho 26 anos..e estou pensando seriamente em começar a poupar para minha aposentadoria.Mas não tenho a mínima idéia onde posso fazer isso.
    Oque o Sr. me indica??? Poupança? algun investimento? Por favor me ajude.

Deixe um comentário




Se você quiser uma imagem no seu comentário, cadastre-se no Gravatar.