4 Comentários

  1. É Beto,
    Não que se vá viver como um franciscano, mas, não ceder aos apelos publicitários, deve render uma boa economia. Abraço.

  2. bom dia Beto, meu comentário não tem a ver com o post mas achei interessante e gostaria de postar, visando a alertar outros incautos.
    Fui a agencia da Nossa Caixa em Campinas, disposto a transferir uma grana da conta corrente da minha esposa, para sua (a dela, rs)conta poupança. Até ai normal, mas o caixa insistiu para que obtivéssemos um otimo limite do cheque especial (odiamos cheque especial) e isso nos seria “presenteado” sem custo algum, assim quando da necessidade de usar esse limite, seria mais pratico (para o banco,obvio). Fiquei pasmo quando nos disse que não é mais possivel a transferencia de valores da conta poupança para a conta corrente, quando da necessidade de cobertura de um eventual estouro na CC. Ou seja, o banco proibe que se retire meu dinheiro diretamente de nossa conta poupança para cobrir estouro na CC, e insiste em que usemos o cheque especial gratuito, com taxação maior. Nos sentimos meio idiotas na agencia e ela disse que era coisa do novo dono Santander.É mais um aviso aos correntistas para que se liguem nessas armadilhas!
    Gostaria que comentasse a respeito e obrigado pela atençao, e a sorte que seu blog tb me proporciona nos sorteios!
    Aprendi muito com os comentários da sumida Monique, risos!

  3. Olá Beto,

    primeira vez comentando por aqui, msm pq ainda estou assimilando e introjetando alguns conceitos.

    cheguei aqui pelo Dinherama, e estou gostando do seu estilo simples, direto, sem florear no economês.Aprendendo bastante…rs.

    mas meus comentários sobre o post de hj é que lendo seu texto bem humorado, imediatamente fiz os links mentais e me perguntei. Não estaria o Beto falando ainda que indiretamente do conceito de simplicidade voluntária?

    Bem gostaria de ouvir opssss ler seus comentários sobre, numa proxima oportunidade. Creio que cabe na proposta do blog e pode dar. tango…rs.

    deixo aqui um site que creio ser sério e bem estruturado…claro há outros, mais são meio saladonas…rs

    abs fraternos

    Ana

    http://www.simplicidade.net/visao.htm

  4. Acho que levar uma vida mais simples não vai ajudar apenas economicamente , mas com certeza sim ter uma qualidade de vida melhor deixando de lado coisas que não são tão importantes assim .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 8 =